https://www.youtube.com/watch?v=opqfdbFZV10e vídeo

Loading...

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

De braços dados


" Nunca direi a palavra completa
pois entre Alfa e Ômega sou Beta
nunca direi a verdade absoluta
pois o que exponho não é sequer vitória
mas uma parte da luta."

(ARS)

Em "ensaio aberto" na entrada do ICC sul da UnB o braço falado do Vivoverso apresentou hoje os poemas de Affonso Romano de Sant´ Anna que compõem o espetáculo "Fale-me de amor", oferecendo-os ao público passante que simpaticamente acolheu e aplaudiu a intervenção

Por falta de condições técnicas do espaço , o braço cantado do Grupo não pôde compor a cena reservando-se para as apresentações nos dias 22 e 23 de outubro (na Feira do Livro e no Congresso de Humanidades da UnB) conforme agenda já divulgada. As canções estarão lá ,
com a qualidade sonora que você merece ouvir!

Essa é a luta diária do Grupo que se mantém de braços dados
- harmonizando poesia e música- há 4 anos.

Confira nos dias 22 e 23 de outubro !




Estaremos informando nossas apresentações sempre com antecedência para você se programar.
















14 comentários:

  1. Olá amigos do vivo verso. (-:

    Fiquei sabendo que o ensaio aberto foi muito aplaudido, o que revela um grupo forte, que supera diferenças. Espero sempre poder me encontrar nesse caminho. Não foi possível participar por conta da acústica, pois sem retorno, nem o Tiririca, que na minha opinião é o melhor cantor de Alfa-Centauros, teria tido condições. Mas, falando sério, nem mesmo a Iara, com sua voz de soprano, segundo as palavras dela mesma, conseguiria tocar com afinação. Quem disser que não é por que tá tirando onda, então nem comento. Já tentamos fazer isso no bandeijão, com caixa de som e tudo, foi um desespero, pois o som ambiente tava mais alto. Então, essa é a minha satisfação para os integrantes do grupo. Agradeço a todos pela oportunidade de continuar com vocês. Podem saber que depois de cada apresentação minha alma some, pois gasto ela toda com nossa apresentação, tanto na minha como na de cada um.
    abraços.

    ResponderExcluir
  2. é isso aí Felipe! Eu sei o q é tocar sem som, ou com som ruim, inadequado... Não dá certo mesmo. Tem q preservar esse vozeirão grave aí! :)

    O ensaio aberto surpreendeu e despertou olhares e aplausos! Quem quiser as fotos, me manda um e-mail q eu passo! Ou então eu mando pra todo mundo de uma vez...

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  3. Eita, e com homem ainda mais... Por acaso alguma de vocês mulheres já perdeu alguma discussão contra um homem? Digo assim, sem estar sob ameaça, com direitos iguais e indevidamente liberados. O Carpinejar conta várias dessas, e acaba levando mais esporro. Ele é o Rock Balboa da poesia, pelo menos pelo que ele conta. A mulher discute 1 oitava acima do homem.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Poxa, tava faltando uma praia Nordestina aqui em Brasília sabem, só no fim de semana? Minha filha desceu em um cometa verde sabiam? MAria Laura. Iara não acredita, mas eu tenho certeza, porque eu nunca vi um cometa verde aqui em Brasília, nem no you tube, e na primeira vez ele durou uns 15 segundos. Logo em seguida eu disse que era ela descendo. Então entramos em um cinema que ficou vazio do início ao fim. MAis um sinal. Depois houve a cura..- Terceiro. Eu sei que a chuva é sinal de que a água tá caindo, ou de que há nuvens, ou de que agente vai se molhar. Como tudo é assim, tenho certeza de que esse sinal também existe, tem espaço. Que vai ser saudável e de bom coração, que vai ser amada e que desceu num cometa.
    abs a todos

    ResponderExcluir
  6. Bem que podia ter chat nesse site, ai a galera do grupo podia sempre marcar um horário pra trocar idéias por uns 10 minutinhos, ficava fácil pra todo mundo. Mas to até tomando gosto pelo monólogo... O que que não é a falta do que fazer no trabalho. MAs vejam bem, já passei do meu horário, então é boa vontade mesmo ...

    ResponderExcluir
  7. Simulação de entrevista com Caetano Veloso falando sobre o vivo verso:

    Entrevistador: Como você conheceu o vivo verso?
    Caetano: Olha, isso eu falo a partir de uma experiência muito transversal, que não desconsidera outras tantas relações que fiz em termos de me oferecer um espaço antistico interior de conceitualização dinâmica, que hoje me possibilita a responder e não ignorar, não só a desproblematização mas a simplicidade em si, no conhecimento do grupo, mas não o nome e sim de uma forma abstrata, que seria a reiteração da força que a poesia possibilita a si mesma.

    ResponderExcluir
  8. Simulação de entrevista com o presidente Lula falando sobre o Vivo verso:
    Entrevistador: Como o senhor conheceu o vivo verso?
    Lula: olha, eu cheguei aqui, e de repente tomei um susto. Foi que nem enfiar uma espinha de peixe no ´gogó, fiquei inevitavelmente sem voz, porque a emoçao foi tamanha. Foi que nem quebrar seu santo favorito, você grita e não sabe o que ta acontecendo. Foi puxar a cortina e ver o abacateiro abastecido! Foi que nem Tá torcendo na arquibancada e tacarem garrafa na sua cabeça porque voce percebe que você fica tonto???

    ResponderExcluir
  9. Simulação com outros:

    Entrevistador: Como você conheceu o vivo-verso?
    Carpinejar: Um espasmo de morangos que saltam nos dentes.
    (Carpinejar querido, brincadeira)
    Sylvia Cyntrão: Olha, a muito tempo que eu faço isso, como aula, como prazer, como antever o que pode e deve ser melhor. Sim, conheço e agradeço o vivo-verso, estou na coordenação desse grupo que mostra o valor a fundo, com análise acadêmica que estuda e declama a poesia, reverenciando e reinventando os grandes nomes.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Felipe, que bom que poetizou com graça e humor, pois andamos bem precisados disso!
    Achei a idéia do chat muito boa mesmo...vamos colocar para o grupo.
    E, obrigada pela minha "imitação..." de diálogo, ao lado dos tão talentosos e queridos Caetano e Carpinejar .
    Mas... idéia é trabalhar a fundo mesmo!!!
    Vivoverso merece o reconhecimento que já está tendo.
    Vanos ver se vêm mais opiniões dos outros membros do grupo.Maxçuny e Mateus se dispõem a arregaçar as mangas da produção, como já vem fazendo, o que inclui possibilitar encontros diversificados.

    beijos de Sylvia!

    e...Leticia , obrigada por propiciar essa troca de idéias aqui. É muito bom isso!

    ResponderExcluir
  12. Eu ri sozinha aqui com os comentários do Felipe... Imaginei cada pessoa falando as coisas...rs
    Apóio o chat, e me disponho a ajudar a produção no que precisarem e no que for possível.

    Aquele abraço em todo mundo, bom fim de semana apesar da chuva!

    (não esqueçam de votar em A Girar!!! www2.ebc.com.br/festivalnacionalfm )

    ResponderExcluir
  13. Dinho couro preto, do crapital inicial disse quando perguntado sobre o vivo-verso: Não consigo dizer se é bom ou mal, assim como o ar, me parece vital, onde quer que eu vá o que quer que eu faça, sem o vivo verso, não tem graça!

    ResponderExcluir
  14. Muito boa a idéia do chat, legal mesmo.

    Agora falando do ensaio aberto, vai o recado pro Felipe:
    Faltou você. Nem que fosse para ouvir e compartilhar aquela energia boa que rolou por lá!!

    Maxçuny.

    ResponderExcluir