https://www.youtube.com/watch?v=opqfdbFZV10e vídeo

Loading...

terça-feira, 30 de junho de 2009

Augusto Rodrigues convida para a performance
"FALE COM ELE"!

Tubo de Ensaios
Só - Risos
Dias: 04 (21:00) e 05 (20:00) de julho
Local: entrada sul do ICC, na UnB

domingo, 28 de junho de 2009

Relato de Deliane Leite sobre a noite de 24 de junho de 2009

"Ao lermos Afonso Ávila nos deparamos com um certo hermetismo, mas esta é somente a primeira impressão. Afonso Ávila tenta dizer o máximo com o mínimo, por isso alguns o filiam ao concretismo e poema-processo. Sua geração verteu grandes nomes, como João Cabral de Melo Neto, e é nesse ponto que Afonso se revela um verdadeiro artesão da palavra. A homenagem ao poeta mineiro na quarta dia 24/06 no auditório da Biblioteca Nacional de Brasília inundou a todos os presentes com a atmosfera avilana. O professor Antônio Miranda conduziu com muita maestria esta justa homenagem.
Eu e Carlos Alberto da Silva Xavier reviramos um verdadeiro baú de preciosidades de nossa literatura. O ponto alto da recitação foram os poemas em que Afonso Ávila utilizou a linguagem poética como meio para criticar o estado militar em que o país estava imerso (1964-1985). Enquanto pesquisadora, poeta e membro do grupo Vivoverso parabenizo a iniciativa da BNB de promover o Tributo ao Poeta. A irmã do poeta, presente na homenagem, revelou-me a paixão pela obra do irmão, que por motivos de saúde não pode comparecer ao evento. Sua emoção veio ao perceber que não era a única aficcionada pelo poemas avilanos, boa parte da platéia, ao deixar a BNB na última quarta, levou pra si um pouco do autor do poema a Arte de Furtar."

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Deliane Leite na BNB!

Mais um nome será apresentado e recitado na Biblioteca Nacional de Brasília dentro do projeto mensal Tributo ao Poeta 2009, que põe em cena Affonso Ávila, um dos mais expressivos do experimentalismo que marcou a poesia do século XX.

O diretor da BNB e também poeta, Antonio Miranda, vai apresentar o estudo da obra de Ávila; Deliane Leite (do grupo VivoVerso, da UnB) e Carlos Alberto da Silva Xavier (economista e ecólogo) vão recitar os poemas no evento marcado para a 4ª feira, 24 de junho, às 19h30, no auditório da Casa (2º andar), com entrada franca ao público.

sexta-feira, 19 de junho de 2009


Vivoverso homenageia mais uma vez
e sempre
Chico Buarque de Hollanda
no dia em que completa 65
– belíssimos e poéticos –
anos de vida.”

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Oportunidade!















Nos dias 25 e 26, em parceria com a UNICAMP, acontecerá o evento de extensão

"O CENTENÁRIO DE ARTUR AZEVEDO".

Local:

Auditório Agostinho da Silva

TEL/UnB

Dias 25 e 26 de junho de 2009


A programação promete:

dia 25-06 (quinta-feira)

9h : Abertura do evento

9h30 : leitura dramática

10h : palestra com o Prof. Dr. Marcos Mota (CEN-UnB)

14h : Mesa redonda

Profa. Dra. Larissa Neves (UNICAMP)

Prof. Ms. Rafael Vilas Boas (UnB)


dia 26/06 (sexta-feira)

9h : Leitura dramática

9h30 : Mesa rendonda

Profa. Dra. Orna Levin (UNICAMP)

Prof. Dr. André Luís Gomes

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Uma noite com Renato Russo não se esquece. Foi ontem.

Chegamos ao CCBB mais cedo, para atualizar os papos da vida, das relações humanas e aguardar a fala do autor. Aos sanduíches e vinhos, acompanhados de água com gás, falamos sobre o bem viver, a "enfrentância" do cotidiano, a arte...

Carlos Marcelo e Sá sentaram-se às 19h30 para falar do livro que o primeiro escreveu sobre Renato Russo, da sua paixão pelo rock, dos 8 anos de pesquisa para o livro, brotada na contribuição do jornalista à revista BIS. Ali havia muito a ser dito. Marcelo desfiou o novelo da construção de sua obra, cujo cerne deu-se em 1999, quando ele escreveu "a história do rock de Brasília" para a tal revista. Se Renato e Brasília nasceram em 1960, cresceram juntos. E esse foi o mote da pesquisa.

O livro traz materiais inéditos. Nele descobrimos as turmas de Renato além da turma da colina. Quem foram seus "amigos invisíveis". A participação do cantor/autor no Diário de Brasília. A história começa e termina no show do Mané Garrincha. Ali, a utopia frustrada do grande show para os brasilienses encontra a decepção com a cidade planejada, que não vingou como utopia que era.

Carlos Marcelo teve acesso a letras inéditas, manuscritos também nunca vistos e o apoio da família, toda presente. A mãe, a irmã e o filho de Renato lá estavam. Também Luis Turiba, Nicolas Behr, Vladimir Carvalho, entre outros intelectuais da melhor safra de Bsb. Turiba contando as novidades para 2010, Behr divulgando sua obra e Vladimir assumindo ser um estudioso de rock. Nada disso em vão. Muita coisa está sendo cozida para ser servida em breve.

Em uma noite de bambas não há como voltar para casa igual. A gente se enche de sonho, de vontade de ler, ler, ler e fazer a arte acontecer para tudo e todos. A energia de um trabalho bem feito e o sucesso da noite de autógrafos sacudiram os presentes!

Até a Livraria Dom Quixote vai crescer, teremos mais duas lojas logo, logo... Brasília respira com novo fôlego na reta de seus 50 anos. Muita coisa virá. E o melhor foi sentir isso no ar... Os agitadores estavam todos ali, armando os próximos ATOS, inspirados no Renato contado por Carlos.

Dados do livro:

Renato Russo - O Filho da Revolução (2009), de Carlos Marcelo. Ed. Agir. 415p.